Análise de games – The Amazing Spider-Man 2

Juntamente com o lançamento do tão aguardado filme Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro, temos outro jogo do Aranha nas lojas. O primeiro game foi decente, o primeiro filme também e A Ameaça de Electro foi excelente. Mas creio que para esse segundo jogo a palavra “espetacular” não é bem a correta.

Imagem de Amostra do You Tube

DESFAZENDO A CONFUSÃO

Não, o segundo jogo não possui o subtítulo “A Ameaça de Electro“. A história não é fiel ao filme. Peter Parker não é representado a partir dos traços do ator Andrew Garfield. E não, a Gwen (Emma Stone no filme) não aparece no game. Frustrante, né?

The Amazing Spider-Man (5)

Sim, tudo isso também já me deixou pra baixo logo no começo da minha aventura, e de fato é frustrante, depois de ver o filme eu estava ansioso pra interagir com aquela história e com aqueles personagens no videogame, mas isso não aconteceu pois por algum motivo a Activision decidiu pegar um caminho bem diferente da produção cinematográfica. Eu até entenderia se essa opção tivesse sido tomada a fim de deixar o título com uma qualidade melhor, assim como Batman no jogo Arkham Asylum, mas logo minhas esperanças foram por água a baixo.

MENACE

O sistema Menace (“ameaça” em francês) é um mal que vai te acompanhar durante todo o jogo sendo um dos mecanismos mais irritantes e desastrosos que eu vi nos últimos anos.

The Amazing Spider Man 2 (3)

Funciona assim: A cidade está repleta de situações em que o Aranha pode ajudar, coisas como crimes e prédios pegando fogo. Sempre que o herói interfere nesse tipo de situação e dá a devida ajuda rapidamente, como recompensa você ganha alguns pontos para o seu traje e bônus em geral. O problema é que com o tempo o número de situações desse gênero é muito grande e você acaba tendo que simplesmente “assistir” inocentes morrerem e recuperar os bônus com missões secundárias que são cansativas e não te recompensam bem.

AÇÃO & STEALTH

The Amazing Spider-Man 2 emprestou algumas mecânicas de Arkham Asylum. O combate é “rítmico” e envolve contra-ataques e algumas vezes paciência para que você acerte o oponente. No chão o combate tem seus problemas, os controles não são precisos como deveriam e bugs aconteceram algumas vezes, até mesmo em batalhas contra chefes, me obrigando a reiniciar a luta.

The Amazing Spider Man 2 (4)

A parte furtiva do game está caprichada, diferentemente do que vimos no jogo anterior agora há algumas fases com um design propício para o Aranha agir de forma silenciosa.

Também há diversos trajes para o herói vestir, a parte ruim disso é que quanto mais você usa uma roupa, mais ela se aprimora e mais difícil é trocá-la uma vez que para fazer isso é necessário sacrificar os pontos que você tinha acumulado com a anterior.

A PARTE BOA

Black_suit_(The_Amazing_Spider-Man)Peter Parker não deu só bola fora nesse jogo. Atravessar Nova Iorque com suas teias é extremamente divertido e funcional. Aprimorando o que já era ótimo no jogo anterior, agora suas teias grudam em construções sólidas e não mais no céu. A jogabilidade nesse sentido flui muito bem e garante um passeio pelo mapa que não só é prático como também entretém.

CONCLUSÃO

The Amazing Spider-Man 2 realmente está longe de ser espetacular. A história se distancia quase que totalmente do filme, o sistema Menace é extremamente irritante e falho e o game está repleto de problemas com o combate e bugs frequentes.

The Amazing Spider Man 2

O título até tenta ser interessante, até tenta não se encaixar na categoria de jogos baseados em filmes que foram feitos às pressas e por isso são desapontantes e de fato usar suas teias por Nova Iorque é muito divertido e a variedade de trajes é grande, mas dessa vez o Aranha ficou devendo.

NOTA FINAL: 5.5

1PGames – O blog de games onde você é o primeiro controle 

Pedro Galani
Amante de jogos de ação, tais como Call of Duty, Rainbow Six, Splinter Cell e Counter-Strike. Teve inúmeras partidas inesquecíveis no FIFA 09, onde só escolhia o Arsenal. Também se divertiu demais fazendo memoráveis enterradas no NBA Ballers, do PS2. Sua real paixão é o mundo dos games, mas tem um "affair" com certas séries de TV, como Dexter, Breaking Bad e Sherlock (BBC).

Tem algo a dizer? Manda ver!